Os 10 Atores e Atrizes De Hollywood Que Envelheceram Horrivelmente!

Os anos que passam deixam suas marcas em todas as existências lineares. Os calendários colocam um dia após o outro, semanas e meses que seguem numa contagem de anos e décadas. A passagem dos anos é o inimigo número 1 da vaidade humana. As marcas que ficam desesperam famosos e milionários.

Contudo, não existe causa para alarme. A ajuda chegou! As cirurgias plásticas foram criadas e desenhadas para derrotar os efeitos do tempo. Os relógios biológicos e o “tic tac” do passar das horas não entram em acordo quando o assunto é molecular e celular.

Os grandes cirurgiões usam sua capacidade criativa para construir a partir de rastros quase apagados, uma nova face, um novo corpo, uma nova pessoa e um novo ser humano que deve ser considerada uma versão melhorada de um vida atual passada, sem morte física.

Entretanto, quem se preocupa com a morte física se é possível ter lábios carnudos novamente, cabelos no lugar onde ficou um espaço liso e brilhante? Quem se importa com a morte? Queremos viver bonitos e jovens. Alguns dizem, olhe só para mim, tenho 65 com aparência de 30, não é verdade?

Além dos efeitos físicos do não reconhecimento da imagem atual em relação à imagem antiga, os efeitos das cirurgias parecem abalar a capacidade individual de julgar a própria aparência. Ficou horrível, mas ninguém diz nada!

Bem, um ator de Hollywood que nasceu na década de 20, atuou em 100 filmes, que já existia quando os mais velhos ainda eram crianças, não será nunca visto por ninguém como alguém que consegue ser jovem novamente com cirurgias plásticas.

Envelhecer graciosamente significa isso, o contrário da graça que é ver a face desfigurada de alguém que tenta inverter o efeito dos anos. Quem chegou aos 70 jamais chegará aos vinte novamente. É só uma questão de matemática! Pura e simples! E, não de estética.

As células seguem uma renovação em nosso organismo com o passar dos aniversários. Não somos mais a pessoa que fomos 10 anos atrás. Isso é biológico. Nossas células se renovam cada dez anos de vida. As intervenções artificias de construção de células plásticas não conseguem obter o mesmo sucesso da biologia humana.

As cirurgias plásticas renovam as mudanças celulares com a incorporação de artefatos plásticos e siliconados, para dar o aspecto de humano em alguém que esqueceu a dignidade de envelhecer com amor e com vida, incluindo seu próprio rosto.

Leave a Reply