HAJA ESTÔMAGO! As 15 Comidas e Bebidas Mais REPULSIVAS e ESTRANHAS Já Consumidas Por Um Ser Humano.

Você é o que você come! Na cultura ocidental, o que você come reflete na sua saúde, em como o corpo absorve carboidratos, proteínas, açúcares e gorduras. Na cultura oriental, a frase tem outro significado.

Ao ingerir um alimento, você assume suas propriedades energéticas. Isso explica parte do motivo pelo qual os asiáticos são os campeões em comida exótica, pelo menos aos olhos arregalados dos ocidentais.

Do cardápio de chineses, vietnamitas, cambojanos, tailandeses e japoneses fazem parte ingredientes como escorpiões, baratas, besouros, aranhas, morcegos, peixes venenosos, ursos, cobras, pênis de animais e larvas.

Para quem tem estômago forte e espírito aventureiro, comer um espetinho de escorpiões ou o coração ainda pulsante de uma cobra é apenas uma experiência diferente em uma viagem de turismo. Veja nossa seleção de imagens.

Entretanto, para os locais, a maioria desses pratos, além de ser uma fonte rica em proteína, é como um remédio: Eles podem aumentar a vitalidade, a virilidade, a resistência e a libido ou curar dores no corpo, acabar com pedras nos rins, resolver problemas circulatórios, aliviar a tosse e a asma ou diminuir a apatia.

No Vietnã, por exemplo, a cobra é um alimento muito apreciado por suas propriedades medicinais, e há restaurantes especializados no preparo do animal. A carne do réptil, dizem, é boa para a vida sexual de homens e mulheres e pode até curar a malária.

O que escolhemos comer depende de onde nascemos e de como somos criados. Mas, quase sempre o que nos repele não é o gosto da comida, mas o pensamento de ter de comê-la. E é esse pensamento que nos faz repelir a ideia de comer carne de cachorro, como acontece na China, onde há criadouros de uma raça do animal para abate culinário.

Ou que nos faz nausear diante de uma salada de besouros ou de um prato de larvas fritas. Ou ainda que nos faz colocar os bofes para fora diante de um “crocante” ovo de pata com um embrião de 17 dias.

Algumas comidas são tabu, outras, proibidas, outras, ainda, são consideradas “incomíveis”. Contudo, por que será que algumas culturas comem peixe cru, mas não comem queijo?

O fato é que temos de nos alimentar para sobreviver, e o que é repugnante para uns, pode ser uma iguaria para outros, ou sua única fonte de sobrevivência. Você se recusaria a comer uma suculenta caranguejeira assada se a sua vida dependesse disso?

Leave a Reply